Alien, Mad Max 2, Indiana Jones e outros clássicos no Festival Janela Internacional de Cinema

Cinema

Alien, Mad Max 2, Indiana Jones e outros clássicos no Festival Janela Internacional de Cinema

O Festival Janela Internacional de Cinema é uma das melhores iniciativas relacionadas à Sétima Arte no Recife!

Idealizado e organizado pelo cineasta Kleber Mendonça Filho (O Som ao Redor), a sétima edição do festival acontece no belíssimo Cinema São Luiz no período de 24 de outubro a 2 de novembro.

A programação do festival é formada por uma mostra competitiva de curtas e longas, mostras paralelas, oficinas e, a cereja do bolo, uma mostra de filmes clássicos, que são exibidos em versões restauradas e com alta qualidade.

Já passaram pela telona do São Luiz produções como Tubarão, Monty Python – O Sentido da Vida, O Bebê de Rosemary, Os Embalos de Sábado à Noite, Taxi Driver, Psicose e tantos outros clássicos.

Em 2014, a programação mantém a qualidade e diversidade dos anos anteriores, mesclando filmes pop como Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida com filmes cult do porte de Paris Texas, de Win Wenders.

Dentre os filmes divulgados pela organização do Festival (todos imperdíveis, digo logo), o Geek Café selecionou aqueles que todo nerd que se preza deve assistir (ou rever) sob pena de ser expulso do clube e ter sua carterinha confiscada:

eek-filmes

 

Alien – O oitavo passageiro (Alien, EUA, 1979, 116 min), de Ridley Scott

Precisa dizer mais alguma coisa para justificar o quanto esse filme é foda? Aterrorizante, claustrofóbico e nojento. Um dos monstros mais letais do cinema é o protagonista dessa sangrenta aventura de terror espacial dirigida por Ridley Scott e que catapultou a carreira da atriz Sigourney Weaver. O visual do alienígena babão foi criado pelo artista suíço H. R. Giger e ainda hoje é revolucionário e assustador. Quando eu for rever esse, vai ser como voltar no tempo – vi o filme no Cinema São Luiz, 34 anos atrás!!!!!

eek-filmes

Mad Max 2 (Mad Max 2 – The road warrior, Australia, 1981, 95 min), de George Miller

No futuro pós-apocalíptico imaginado pelo diretor George Miller, gangues pilotando carros envenenados e transformados em verdadeiras armas de guerra lutam por combustível e poder num cenário árido e sufocante. Brutal e impactante para a época, é um filme que redefiniu o conceito de “road movie” de ação. A franquia que lançou Mel Gibson ao estrelato não perdeu o seu charme – prova disso é que em 2015 estreia Mad Max Fury Road, também dirigido por Miller – um dos filmes mais aguardados e 2015 (pelo menos o teaser é foda!) 

eek-filmes

Os Caçadores da Arca Perdida (Raiders of the Lost Ark, EUA, 1981, 115 min), de Steven Spielberg.

Um dos melhores filmes do Spielberg! Numa aventura retro, que homenageia os seriados dos anos 30/40, conhecemos o arqueólogo e aventureiro Henry Walton Jones Jr, mais conhecido como Indiana Jones. Perseguições, caça a tesouros perdidos, humor, cobras e nazistas fazem do primeiro filme da franquia um clássico absoluto. Assim como Han Solo, o personagem que marcou o ator Harrison Ford.

eek-filmes

O comboio do medo (Sorcerer, EUA, 1977, 121 min), de William Friedkin.

Vi esse na tv (há algumas décadas atrás) e recomendo fortemente: é um dos filmes mais tensos que já vi! Só para vocês terem noção: imaginem uma daquelas assustadoras estradas que aparecem no programa Estradas Mortais do History Channel; agora, junte caminhoneiros tendo que passar por elas transportando explosivos em seus caminhões! Tenso é apelido! 

eek-filmes

O Massacre da Serra Elétrica (The Texas Chainsaw Massacre, EUA, 1974, 88 min), de Tobe Hooper

Clássico dos clássicos do cinema de terror. Um filme que até hoje causa impacto em quem o assiste. Com apenas US$ 150 mil, Hooper criou um dos filmes mais perturbadores de todos os tempos. Cinco amigos numa van se perdem no interior do Texas e vão parar em uma fazenda e aí o horror começa. O personagem Leatherface, que usava uma máscara feita com pedaços de pele de suas vítimas, tornou-se um ícone do gênero (e foi inspirado em um assassino real, o maluco Ed Gein). Vá ver de estômago vazio, fica a dica…

eek-filmes

Rocky Horror Picture Show (EUA/Reino Unido, 1975, 100 min), de Jim Sharman

Um dos filmes mais insanos e divertidos que já assisti. Um casal tradicional e conservador, Brad e Janet, tem que fazer uma parada forçada quando o carro deles quebra. O único local próximo é um estranho castelo. Lá, são recepcionados pelo Dr. Frank’N’Furter, um travesti da Transilvânia Transexual. Travestis, alienígenas, traições, personagens esquisitos, uma trama que satiriza as produções B de ficção-científica e terror, muito rock e coreografias insanas fizeram de RHPS um clássico cultuado (ficou quatro anos em cartaz na Inglaterra), embora nem sempre ele seja compreendido. Vá assistir com a mente aberta. 

A lista completa dos filmes clássicos da Janela Internacional de Cinema você vê aqui!

Divirtam-se!!!

Continuar lendo
Publicidade
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top