Assista à Tom Hardy respondendo uma pergunta sexista sobre Mad Max: Estrada da Fúria

Mad Max

Cinema

Assista à Tom Hardy respondendo uma pergunta sexista sobre Mad Max: Estrada da Fúria

Mad Max: Estrada da Fúria é um dos principais longas de 2015. Repleto de ação filmada com muitos efeitos práticos (que impressionam justamente por não serem feitos digitalmente), o filme conseguiu a proeza de agradar gregos e troianos.

Até surgir o papo de que Estrada da Fúria é uma defesa do feminismo.

Na trama do longa, acompanhamos Max (Tom Hardy) pegando carona com a Imperatriz Furiosa (Charlize Theron), que resgata várias mulheres que foram raptadas pelo vilanesco Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne).

Com essa premissa, o longa traça uma simbologia sobre a libertação feminina das amarras da sociedade patriarcal em que vivemos.

Essa interpretação do longa não recebeu muitos elogios em núcleos mais machistas e, a partir daí, Mad Max parou de agradar gregos e troianos, passando a ser alvo de um pouco de polêmica – algo que o próprio filme se beneficiou, já que atraiu mais atenção das pessoas e, consequentemente, mais audiência.

Participando de uma palestra em Cannes, no começo do mês, o elenco do longa respondeu à uma série de perguntas do público e de jornalistas, justamente quando essa polêmica estava no seu auge.

Uma dessas perguntas (que pode ser vista a partir da marca de 9:45 no vídeo abaixo) foi um tanto sexista e recebeu uma resposta do ator Tom Hardy:

Segue a tradução da transcrição do diálogo:

Peter Howell: “Eu tenho uma pergunta para Tom Hardy. Tom, antes de tudo eu vou dizer que tenho cinco irmãs, uma esposa, uma filha e uma mãe, então eu sei o que é estar rodeado por estrogênio. Mas eu só queria te perguntar se, enquanto você estava lendo o roteiro do filme, você chegou a se perguntar ‘Por que todas essas mulheres estão aqui? Eu achei que isso era pra ser um filme de homens'”.

Tom Hard: “Não. [Risada do público] Nem por um segundo”.

Charlize Theron: “Bom pra você”.

Tom Hardy: “Isso é meio que óbvio. Mas tipo, também em referência ao conceito de ter um roteiro, isso seria legal. Isso que era mais um problema. Esse foi um luxo que não tivemos”.

O que o ator comenta sobre o fato de não ter um roteiro é que Mad Max: Estrada da Fúria não possuiu um roteiro formalizado como a maioria dos filmes de Hollywood.

Esse fato gerou bastante atrito entre o próprio Hardy e o diretor George Miller (algo que o ator já se desculpou publicamente desde o filme das filmagens), além de brigas entre Hardy e Charlize Theron.

Continuar lendo
Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top