Chris Pine entra para o elenco do filme da Mulher-Maravilha como Steve Trevor

Chris Pine será o Steve Trevor do Universo DC nos cinemas

Cinema

Chris Pine entra para o elenco do filme da Mulher-Maravilha como Steve Trevor

O The Wrap está on fire nesses dias. Além da informação surpreendente de que o ator Channing Tatum (Anjos da Lei) pode sair da produção do filme solo do Gambit, a publicação também afirmou que o acordo entre Chris Pine (Star Trek) e Warner/DC já está fechado e que seu papel foi revelado.

Antes da informação, vamos com um pouco de contexto: Chris Pine já está, supostamente, em negociações com a Warner há algum tempo. Várias publicações diferentes disseram ter ouvido dos seus informantes que o ator estava negociando com o estúdio para participar de um dos seus filmes de super-heróis.

O problema é que não havia um consenso sobre QUAL filme ele estava negociando. Alguns diziam que ele negociava para ser o Steve Trevor, clássico interesse amoroso da Mulher-Maravilha e elo de ligação entre o governo americano e a Liga da Justiça.

Outros afirmavam que ele seria Hal Jordan, o mais famoso Lanterna Verde, que já foi para os cinemas interpretado pelo ator Ryan Reynolds.

Agora, o The Wrap afirma que o acordo entre Pine e a Warner foi fechado e que ele interpretará… *rufem os tambores* … Steve Trevor!

A publicação afirma que o papel de Steve Trevor será bem grande no Universo Cinematográfico da DC e que ele tem um contrato válido para vários filmes.

Além disso, o personagem é descrito como “não apenas um mero interesse amoroso para a Mulher-Maravilha, mas ele também terá muita ação própria nos filmes“.

Nas HQs, Steve Trevor e a Mulher-Maravilha se conhecem quando ele cai na ilha de Themyscira, onde vivem as amazonas do Universo DC.

O filme da Mulher-Maravilha será dirigido por Patty Jenkins (Monster) e roterizado por Jason Fuchs (Pan). O filme tem previsão de lançamento para junho de 2017.

Continuar lendo
Publicidade
Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top