Diretor de “Rogue One: Uma História Star Wars” revela porque dirigir Darth Vader foi tão assustador

Cinema

Diretor de “Rogue One: Uma História Star Wars” revela porque dirigir Darth Vader foi tão assustador

Enquanto Rogue One nos apresentou uma cavalgada de novos heróis que instantaneamente nos encantaram (especialmente o robô K-2SO), as aparições de Darth Vader em cenas curtas e impactantes foram realmente as mais comentadas pela audiência como o fator que pagou o filme.

Para o diretor Gareth Edwards, a chance de dirigir uma cena com Darth Vader sempre será uma experiência emocionante. Mas o diretor revelou que houveram algumas situações inesperadas. Principalmente porque uma vez que Spencer Wilding ou Daniel Naprous (os dois dividiram o papel do vilão) colocou o capacete de Darth Vader, eles imediatamente deixaram de ser Spencer Wilding e Daniel Naprous e de repente eram o Darth Vader em toda a sua terrível glória. Edwards publicou recentemente em um fórum no Reddit que dirigir Darth Vader é mais difícil do que parece:

“Você fica um pouco nervoso. Mesmo que você saiba que é um ator dentro, uma vez que o capacete entra, é o DARTH! E por mais estranho que pareça, é realmente difícil dizer-lhe o que fazer, ninguém diz a DARTH o que fazer. Então você acha que tem que conversar com o ator e descobrir tudo antes que o capacete continue, uma vez que ele está no personagem, Darth está no comando, e se você errar o tiro, ele não perdoará.”

As palavras de Gareth Edward são um pouco surpreendentes, considerando que ele já havia dirigido filmes com personagens icônicos antes, como Godzilla. Independentemente disso, um cara em um traje icônico é claramente mais assustador do que uma renderização CGI, pelo menos no set. E Darth Vader, como as notas de Edward, é um “Deus”. Ele é um dos personagens mais importantes da história do cinema. É realmente um pouco intimidante se parar pra pensar.

Felizmente, Gareth Edwards foi capaz de superar rapidamente este início de ataque de nervos, e dirigir uma das seqüências de ligação mais importantes em Rogue One. O vilão mais famoso do cinema rasgou soldados rebeldes a rodo com seu sabre de luz e a forma como ele olhou para recuperar os documentos da Estrela da Morte sendo levados… wow! Ele falhou. A Princesa Leia os pegou, e assim Rogue One foi perfeitamente capaz de alimentar uma Nova Esperança.

Por outro lado, com todas as refilmagens que cercaram Rogue One e que o suposto reforço de roteiro de Tony Gilroy, vindo a bordo para ajudar Gareth Edwards na conclusão do filme; uma vez que originalmente não fazia parte da equipe, é realmente difícil saber a quem devemos agradecer por toda a brutalidade  exuberante de Darth Vader que contemplamos em Rogue One.

Continuar lendo
Publicidade
Murilo Lima

Criador e editor-chefe do Geek Café. Administrador entusiasta de novas mídias, inovação e mentes fora da caixa.

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top