Êxodo – Deuses e Reis revoluciona ao se desprender das amarras bíblicas!

Êxodo: Deuses e Reis

Cinema

Êxodo – Deuses e Reis revoluciona ao se desprender das amarras bíblicas!

A primeira coisa a se falar sobre Êxodo: Deuses e Reis (Exodus: Gods and Kings) é que fui completamente surpreendido. O diretor Ridley Scott conseguiu me deixar de boca aberta com sua adaptação do conto bíblico de Moisés.

Fui para o cinema com duas referências na cabeça, uma delas era a história bíblica em si, que foi muito bem retratada em Os 10 Mandamentos, filme de 1956. A outra e principal referência que tinha era a animação da Dreamworks, O Príncipe do Egito. Essa em especial por ser “recente” e por ter uma carga emotiva gigantesca.

A cada cena eu fui deixando minhas referências de lado e me envolvendo cada vez mais com esse novo Moisés.

O visual do filme está incrível, os atores foram muito bem escolhidos, principalmente o australiano Joel Edgerton que retratou um perfeito egípcio. Os efeitos especiais estão sensacionais e eu não esperaria menos que isso para mostrar as pragas do Egito.

O principal motivo para ver Êxodo é realmente a releitura da figura de Moisés. Ele não é mais apenas um pacifista em busca da libertação do seu povo, ele é um revolucionário.

Sobre Êxodo: Deuses e Reis (Poucos Spoilers)

Pequenos Spoilers que não vão estragar sua sessão.

A adaptação da abertura do Mar Vermelho foi fenomenal. Muitos pesquisadores ao longo da história buscaram entender como Moisés teria aberto uma passagem no meio do mar. A hipótese aceita hoje em dia é a de que em uma determinada época do ano, na maré baixa, uma faixa de terra surge dando a possibilidade de caminhar dentro dele e assim atravessar seus 300Km de largura. Essa versão foi usada no filme.

No filme, Deus não é um ser onipotente, às vezes é até arrogante e egoísta. Ele funciona muito mais como a consciência de Moisés do que um ser realmente divino, com exceção do envio das pragas do Egito, magnificamente bem feitas.

Ridley Scott e Christian Bale estão de parabéns. Obrigado por um excelente filme que não se prendeu a amarras bíblicas.

Êxodo: Deuses e Reis estreia 25 de dezembro no Brasil

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis

Êxodo: Deuses e Reis
Êxodo: Deuses e Reis

Continuar lendo
Publicidade

Operário do GeekCafé, Podcaster por paixão e Poderoso Chefão no Mundo Podcast.

Comments

Mais em Cinema

To Top