Janela Internacional de Cinema apresenta clássicos na tela grande!

Cinema

Janela Internacional de Cinema apresenta clássicos na tela grande!

Tem início hoje a 6ª edição do Festival Janela Internacional de Cinema, evento que é patrocinado pela Fundarpe/Funcultura e Petrobrás. Entre os dias 11 e 20 de outubro serão exibidos mais de 100 filmes, distribuídos entre o Cinema São Luiz e o Cinema da Fundação Joaquim Nabuco.

Pela primeira vez haverá uma mostra competitiva de longas, com filmes nacionais e estrangeiros (Tatuagem, Quando a Noite Cai em Bucareste ou Metabolismo, Metalhead, Depois da Chuva, Avanti Popolo, O Ato de Matar, Gatinha Estranha, O Lobo Atrás da Portas e O Estranho do Lago).

Fora de competição, três produções pernambucanas tem sua primeira exibição na cidade: Uma passagem para Mário (de Eric Laurence), Amor, Plástico e Barulho (de Renata Pinheiro e que deu um prêmio de Melhor Atriz para Maeve Jinkings, de O Som ao Redor) e O Homem das Multidões (de Marcelo Gomes e Cao Guimarães).

Além da mostra competitiva de longas e curtas, a programação inclui oficinas, debates e participação de programas convidados como o da University of Southern California, que vai apresentar algumas das primeiras produções de seus antigos alunos (uma galerinha do barulho formada por George Lucas, James Ivory e Robert Zemeckis, entre outros) e cineclubes como o pernambucano Dissenso e o carioca Cachaça Cinema Clube.

Clássicos do Cinema em Tela Grande!!!

Mas um dos grandes charmes do festival é a exibição de clássicos do cinema em versões restauradas. Ano passado fui para a exibição do filme Tubarão, de Spielberg. Fazia tempo que não via em tela grande e a sensação foi espetacular! Para esse ano, a seleção de clássicos não fez feio! Veja a programação e não perca de jeito nenhum:

Sexta, 11
Cinema São Luiz
18h30 – Faça a coisa certa, polêmico filme de Spike Lee (1989)

Sábado, 12
Cinema São Luiz
22h30 – Os Embalos de Sábado à Noite, de John Badham (1977). Com John Travolta
Cinema da Fundação
15h30 – O Último Imperador, de Bernardo Bertolucci (1987)

Domingo, 13
Cinema São Luiz
15h – Era Uma Vez no Oeste, clássico western spaghetti dirigido por Sergio Leone (1968), que conta com Charles Bronson, Claudia Cardinale, Jason Robards e Henry Fonda no elenco e a belíssima música de Enio Morricone!

Segunda, 14
Cinema São Luiz
21h20 – Monty Python – O Sentido da Vida, de Terry Jones (1983). Um clássico anárquico do seminal grupo inglês de humor. O filme é dividido em sete sketches hilariantes!

Terça, 15
Cinema da Fundação
21h20 – A Lira do Delírio, de Walter Lima Junior (1978) clássico do cinema nacional!

Sexta, 18
Cinema São Luiz
22h – O Bebê de Rosemary, de Roman Polanski (1968). Um dos filmes de terror mais assustadores do cinema!
Cinema da Fundação
20h – A lira do delírio

Sábado, 19
Cinema São Luiz
14h – Um tiro na noite, de Brian De Palma (1981). Uma das melhores interpretações de John Travolta antes de sua ressurreição em Pulp Fiction.
22h15 – A Mosca, de David Cronenberg (1986). Um dos mais nojentos filmes de terror/ficção já feitos. O que acontece se você misturar seu DNA com o de uma mosca? Vá de estômago vazio.
Cinema da Fundação
20h30 – SE…, de Lindsay Anderson (1969). Considerado um dos melhores filmes britânicos de todos os tempos. Ganhou a Palma de Ouro em Cannes e marcou a estréia de Malcom McDowell no cinema.

Domingo, 20
Cinema São Luiz
16h – SE
19h – Metrópolis , de Fritz Lang (1927). Um clássico imortal do cinema e do gênero ficção-científica. Até hoje o filme impressiona pelo seu apuro técnico e pelo seu roteiro, baseado no romance de Thea Von Harbou. A exibição contará com a música ao vivo do grupo argentino Mudos por el Celulóide!
Cinema da Fundação
15h30 – O último imperador

Os ingressos da Janela Internacional de Cinema custam a fortuna de R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). A exibição de curtas custa R$ 1,00!

Informações completas sobre a programação estão disponíveis aqui!

Continuar lendo
Publicidade
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top