O Regresso – Crítica

Cinema

O Regresso – Crítica

O Regresso, em essência, é uma história bem simples e básica de vingança, mas nas mãos de Alejandro G. Iñarritu se torna uma odisséia de mais de duas horas e meia onde muito pouco do que se vê justifica a quantidade de pretensão.

o regresso 02

Leonardo diCaprio, barbudão, grunhe, ruge, come terra, congela, toma pisada de urso, vira buchada de cavalo, come bisão cru e mareja lindos olhos azuis para a câmera em sua encarnação do explorador Phillip Glass, que quer se vingar de John Fitzgerard (Tom Hardy), que matou seu filho.

Toda essa sofrência pode ser boa para lhe garantir prêmios, mas dentro do filme deixa de funcionar a partir do momento em que isso se torna um showcase da tentativa de Iñarritu de ser visceral. Se tudo é over, então nada é, e quando o filme finalmente chega em seu momento derradeiro, a encenação e brutalidade já beiram o rídiculo de tanto que o espectador já está esgotado, se pergutando por que o filme é tão longo e se o personagem de DiCaprio tem poderes especiais.

Iñarritu falou de sua abordagem de colocar a equipe do filme quase que na mesma situação de seus personagens ao ir filmar em locações remotas no Canadá. Mas é curioso notar como muito pouco dessas dificuldades parecem impregnadas no filme. Não há tanta sensação de frio, fome e isolamento mesmo que o filme contenha sequências para tratar destes obstáculos.

o regresso 03

Nem tudo está perdido. A comentadíssima sequência do ataque do urso é realmente impressionante e, para mim, um dos poucos momentos onde o filme alcança a angústia que tanto busca. Há sequências de batalhas que são muito bem encenadas e lidamente fotogradas por Emanuel Lubeski em planos sequência e lentes grande angular que realmente te levam para dentro do filme.

Mas, tudo parece um grande desperdício já que no fim das contas o que sobra é uma coleção quase interminável de belas imagens de apreciação “poético-brutal”. Há porém, poesia de menos e brutalidade demais e para mim o que sobrou foi mais cansaço do que o choque ou alguma emoção mais tenra.

Continuar lendo
Artigos relacionados:

Acaba de se graduar em Cinema. Busca se especializar em direção de fotografia para filme, área em que atua de forma independente. Antes disso porém, estudou Star Wars no ensino médio, graduou-se em Harry Potter e fez pós em O Senhor dos Anéis. Ama: filmes de ficção científica, chocolate, filmes de Spielberg, viajar, passear por paisagens naturais e lugares altos, fotografar animais e celebrar com os amigos.

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top