Paulo Gustavo vence Ridley Scott nas bilheterias nacionais!

Cinema

Paulo Gustavo vence Ridley Scott nas bilheterias nacionais!

Para quem não manja muito de cinema vale a explicação que existe uma matemática “simples” que define o sucesso de um filme que é expressa através do quanto foi arrecadado de bilheteria (Entrada) menos o gasto da produção ao lançamento (Saída) do filme. De um modo simples: Entrada (bilheterias) – Saída (produção, pós produção, divulgação, etc) = Sucesso do filme. Quando essa conta fica negativa, como tem acontecido com megalomaníacas produções cinematográficas, muitas  vezes o filme que poderia ter uma continuação, por exemplo, cai no limbo ou pode até mesmo quebrar sua produtora.

Mas antes de se falar sobre o sucesso final de um filme existe um termômetro que indica como ele esta sendo recebido nos diversos países que é lançado pelo mundo. Esse termômetro é a arrecadação em bilheteria no final de semana de estréia do filme. Ou seja, da quinta-feira, quando os filmes atualmente são lançados, até o domingo se registram as bilheterias, e daí se tem o lucro nesse período indicado. Esse termômetro é utilizado para saber onde o filme caminhará na aceitação popular.

E é sobre isso que vou falar hoje: quem venceu no Brasil nesse final de semana?

Como o título do texto já sugere, o vencedor dessa briga pelo sucesso no final de semana foi para o ator e comediante Paulo Gustavo, que esta em cartaz com seu filme, junto com vários outros famosos atores de TV e teatro, Vai que Cola. O filme, baseado num famoso programa de TV do canal Multishow foi concebido com a certeza de que seria sucesso no Brasil, como foi o engraçado Minha Mãe é uma Peça, do mesmo ator, com o mesmo estilo: adaptação de formula que funciona em outro lugar (no segundo caso no teatro) para o cinema. Afinal, não é só Marvel e DC que adaptam coisas para o cinema…

tumblr_mr520n7cu71ssjbexo2_500

Mas, voltando para a parte da briga… Como um não briga quando dois não querem, o escolhido para a batalha do final de semana, muito provavelmente não intencionalmente, foi o filme novo do Ridley Scottblockbuster Perdido em Marte (confira nossa crítica aqui), onde o ator Matt Damon interpreta um astronauta que é abandonado por sua equipe, que acha que ele esta morto, em Marte após uma missão e que tem que sozinho sobreviver até que a NASA mande alguém para busca-lo.

confira-o-trailer-de-perdido-em

Então, vamos aos números: na lista do TOP 5 de filmes da semana Vai que Cola esta em primeiro com  611 mil espectadores na sua semana de estreia, enquanto Perdido em Marte figura na terceira posição com 429 mil espectadores (em segundo esta Hotel Transilvânia 2, em sua segunda semana).

E o grande questionamento é: o que faz um filme de comedia nacional ser mais sucesso que um sci-fi americano? Entre muitas outras coisas a resposta esta na própria pergunta.

Multishow-Vai-Que-Cola-2-temporada-28AGOSTO2014

Elenco de Vai que Cola do Multishow

Paulo Gustavo e cia não inventaram a roda ganhando no final de semana de estréia para um filme americano sobre espaço. O público nacional esta acostumado com comédias e quando elas vem recheadas de renomados atores e comediantes, ou vem baseada num programa de TV que é sucesso, a formula da arrecadação gigantesca esta feita. Isso não desmerece em nada o filme, muito pelo contrário, muitas comédias nacionais conseguem ser boas e fugir de um clichê normativo. É só uma constatação do fato.

Por outro lado Ridley Scott trás um filme sobre viagem ao espaço, também adaptado, mas de um livro, que o público já viu aos montes, e até tentou fazer um buzz  para o filme essa semana com o anúncio de que sabia que tinha água em Marte antes da NASA declarar publicamente o fato, demostrando que o lançamento do filme para essa data foi uma jogada de marketing bem feita. Mas mesmo assim esse buzz não foi suficiente para fazer o filme emplacar no Brasil, justamente por concorrer com uma comédia de peso.

rscott

Ridley Scott

Varias questões estão atreladas ao sucesso da comédia, algumas já citadas (como elenco conhecido e programa já famoso), em detrimento à ficção científica. Mas a quantidade de salas de cinema onde passam um e o outro filme ou o fato de Perdido em Marte ter sua maior exibição em 3D (que é um ingresso mais caro e que muita gente ainda não esta acostumada), ou ainda o fato de Perdido em Marte estar em muitas salas em cópias dubladas (que faz os amantes do Sci-fi não verem pela falta do áudio original), também não devem ser colocadas na conta?

Eu não vi nenhum dos filmes no final de semana de estreia por que tivemos muitos eventos essa semana, mas você já pode ler a critica de Perdido em Marte, contudo na minha escolha particular entre os dois, eu ficaria com o Sci-fi, mas não deixaria de ver esse comédia especificamente, por que rir faz bem, mas não na semana de estréia.

Ridley Scott é meu diretor favorito, desde Alien: o oitavo passageiro (um dos meus filmes favoritos da infância), mesmo com o controverso Prometheus. E eu sempre gosto de ver seus filmes na semana de estréia para participar dessa estatística do sucesso. E acredito que mesmo essa semana não tendo sido tão boa para o filme no Brasil não impactará diretamente no sucesso do mesmo que fez importantes 55 milhões de dólares (que vale mais do que nosso dinheiro!) nos EUA estando no topo da lista da bilheteria da semana. O que faz Matt Damon estar bem feliz!

Matt Damon is happy

Continuar lendo
Publicidade

Cantora de ocasião, atriz de televisão, bailarina do Faustão, mas queria saber tocar violão. Sei que, às vezes, sou legal mesmo quando não estou dando mole.

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top