Polícia de Nova Iorque quer boicotar os filmes de Quentin Tarantino!

Tarantino protesta contra a violência policial nos EUA e sindicato da polícia de Nova Iorque responde com pedido de boicote

Cinema

Polícia de Nova Iorque quer boicotar os filmes de Quentin Tarantino!

Quentin Tarantino é um dos principais cineastas da atualidade. Seus filmes, completamente pops, são cartas de amor ao cinema mundial. E devem ser evitados, segundo a polícia de Nova Iorque.

Ok, segundo o sindicato de policiais de Nova Iorque, mais precisamente.

Mas eu me adianto, vamos explicar a situação da maneira correta.

Assim como acontece diariamente em São Paulo, Rio de Janeiro ou outras cidades brasileiras, Nova Iorque (e outras cidades americanas) vem sofrendo com muitos casos de violência policial, especialmente contra cidadãos afro-americanos. Uma onda de protestos começou nos EUA desde agosto do ano passado, quando o jovem Michael Brown, de 18 anos, foi assassinado em Ferguson por policiais.

O grupo RiseUpOctober organizou eventos nesse mês em Nova Iorque para chamar a atenção da opinião pública para a violência policial e pedir uma reforma no sistema de Justiça criminal americano. Quentin Tarantino compareceu aos protestos no último sábado, dia 24, e se pronunciou contra a brutalidade da polícia americana:

Eles não estão se ocupando com isso de modo algum. É por isso que estamos aqui fora. Se estivessem se ocupando, esses policiais assassinos estariam na prisão, ou, pelo menos, sendo acusados na Justiça“, disse o diretor.

Em resposta, o sindicato da polícia nova-iorquina pediu um boicote aos filmes do diretor, que foi chamado de “fornecedor de degeneração”. Confira o comunicado do sindicato:

Não é nenhuma surpresa que alguém que ganha a vida glorificando o crime e a violência seja um odiador da polícia. Os policiais que Quentin Tarantino chama de ‘assassinos’ não estão vivendo em uma de suas fantasias depravadas do cinema – eles estão arriscando e, por vezes, sacrificando suas vidas para proteger as comunidades do crime real e do caos. Nova-iorquinos precisam enviar uma mensagem a este fornecedor de degeneração“, diz Patrick J. Lynch, presidente do sindicato.

Não há dúvidas de que o debate sobre a violência policial é algo muito sério e complexo, mas essa visão de que “alguém que ganha a vida glorificando o crime seja um odiador da polícia” não poderia ser mais simplória e falsa. Seja como for, Os 8 Odiados, o novo filme de Tarantino, chega aos cinemas americanos agora em dezembro.

Via NY Post

Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

To Top