Steven Spielberg acha que a moda dos filmes de super-heróis é passageira

Filmes de super-heróis podem sair de moda e acabar? Steven Spielberg acha que sim

Cinema

Steven Spielberg acha que a moda dos filmes de super-heróis é passageira

Os chamados “filmes de super-heróis” são a força mais dominante de Hollywood no momento. Eles ditam tendência e dominam bilheterias de forma consistente, pautando os futuros lançamentos dos estúdios hollywoodianos.

Afinal, todo estúdio briga por um “universo compartilhado” desde que Os Vingadores explodiu e se tornou a terceira maior bilheteria da história (agora a quarta, após o sucesso de Jurassic World).

Porém, todo esse sucesso tem seus dias contados. Pelo menos é o que acredita Steven Spielberg.

O lendário cineasta comentou o seguinte e entrevista à Associated Press:

Nós estávamos por aí quando o [gênero] Faroeste morreu e vai ter um tempo em que os filmes de super-heróis vão pelo mesmo caminho. Não significa que não existirá uma outra ocasião onde o Faroeste voltará e os filmes de super-heróis também retornem. Claro, agora o gênero dos super-heróis está vivo e triunfante. Eu só digo isso porque esses ciclos tem um tempo contado na cultura popular. Virá um dia quando essas histórias mitológicas serão substituídas por outro gênero, que possivelmente algum jovem cineasta está pensando em descobrir para todos nós no momento“.

É claro que Steven Spielberg não disse ser contra os filmes de super-heróis, nem que torce para que eles resultem em fracassos. Na verdade, ele está apenas descrevendo uma postura natural de Hollywood: existem ondas de gêneros que vêm e vão.

Na verdade, a palavra gênero nem é a mais adequada para esse caso, já que super-heróis são temas e não gêneros. E temas costumam ser ainda mais voláteis do que gêneros.

Se os anos 80/90 foram os mais frutíferos para filmes de ação brucutus, por exemplo, esse tipo de produção não teve sucesso a partir dos anos 2000 e o tema deixou de prosperar. Os filmes de ação precisaram se reinventar e hoje vivem um outro bom período, com obras como Mad Max: Estrada da Fúria e Missão Impossível: Nação Secreta.

Claro que é difícil imaginar que a gente veja os filmes de super-heróis dominando a programação Hollywoodiana por muitos mais anos. Mas imaginá-los praticamente extintos, como os de faroeste? Aí talvez já seja demais.

Continuar lendo
Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!

Mais em Cinema

Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top