Confirmada a teoria do envolvimento de Michael Jackson em Sonic 3

Games

Confirmada a teoria do envolvimento de Michael Jackson em Sonic 3

Nesse ano, celebraremos (uat?) o 7º aniversário da morte de Michael Jackson, o Rei do Pop. Realmente, o tempo voa.

Mesmo depois de 7 anos de sua morte, a carreira de Michael Jackson ainda é comentada, revirada de cabo à rabo e ainda sobram segredos e mistérios.

Um deles tem a ver com uma teoria muito interessante, de que Michael Jackson teria sido parte ativa na composição da trilha sonora de Sonic 3.

Por anos, os fãs tem debatido se isso seria ou não verdade e, agora, esse caso foi esclarecido: sim, Michael Jackson participou do desenvolvimento de Sonic 3.

O Huffington Post postou hoje uma matéria confirmando a participação do Rei do Pop na trilha sonora de Sonic th Hedgehog 3.

O dossiê da reportagem explica que três dos seis compositores creditados no jogo (Brad Buxer, Doug Grigsby e Bobby Brooks) confirmaram que Michael Jackson trabalhou com eles na composição da trilha sonora do game.

De acordo com a reportagem, o nome de Michael Jackson teria sido retirado do jogo porque o músico não teria ficado contente com o resultado final do trabalho, já que as músicas teriam perdido muita qualidade quando foram compactadas para caber no cartucho do game.

Porém, o HuffingtonPost oferece também uma segunda explicação para a ausência do nome de Michael Jackson do projeto: a acusação de abuso sexual de um menor.

O jogo foi lançado em 1993, mesmo ano em que Michael Jackson foi acusado de abusar sexualmente de um adolescente de 13 anos.

Com esse escândalo, patrocinadores começaram a deixar Michael Jackson e do cantor virou “tóxico”, especialmente para quem lidava com produtos focados no público adolescente, como era o caso da SEGA.

As duas explicações fazem sentido e foram fornecidas por diferentes pessoas envolvidas na produção do jogo.

Abaixo, você pode ver um vídeo que aponta as semelhanças entre o trabalho de Michael Jackson e as músicas da trilha sonora de Sonic 3. Veja (ou melhor, ouça!):

Continuar lendo
Publicidade
Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!

Mais em Games

To Top