Qual o perfil do Nerd Brasileiro?

Mundo Geek

Qual o perfil do Nerd Brasileiro?

O site Omelete fez uma nova pesquisa para tentar entender o perfil do nerd brasileiro. Para isso foram ouvidas cerca de 12mil pessoas de todo o Brasil. Após analisar os dados obtidos eis que surge um ser:

“Homem, ~ 24 anos, conectado à internet maior parte do tempo, fã do Robert Downey Jr, amante da Scarlett Johansson, viciado em Game of Thrones, indiferente com a Tv aberta” e que adoraria ser casting do The Big Bang Theory. Pois é, esse seria o Nerd brasileiro.

A pesquisa corrobora com as tendências do mercado audiovisual. Esse público é quem vem dando norte ao cinema e seriados. Não é à toa que a Marvel já divulgou sua linhagem de filmes até 2020, assim como a DC. Os canais da Tv americana também seguem mesmo raciocínio trazendo à tona as histórias dos heróis, onde antes apenas eram contadas nos quadrinhos. Todos blockbusters dos últimos 5 anos são voltados para o público nerd. Sejam os “ortodoxos”, sejam os “modinhas”.

DESBRAVANDO MUNDOS

Antes de qualquer coisa vamos tentar entender o que é um Nerd;

NERD é todo e qualquer ser que gosta de algo e procura se aprofundar no conhecimento desse algo. Ora, se eu gosto de Game Of Thrones eu quero saber todas suas histórias, lerei seus livros, tentarei entender cada função das personagens, lembrar dos nomes (ok, isso é quase impossível), ou seja, ter um conhecimento notório do assunto. Isso vale para todo tipo de tema como por exemplo: Quadrinhos, novos mundos, programação, jogos, física, química, matemática, etc. Mas, nunca ficar em apenas um tema, e sim, ter o conhecimento aprimorado em vários temas.

Não é porque você é mestre em cultivar bonsai que você já é um nerd. Muito menos – pelamor de Odin – se você usa óculos de grau grande e sai pela rua com sua camisa “Bazinga”, fazendo selfie de cima pra baixo com biquinho.

nerd-classico

Ainda há uma classificação (estória) da espécime Nerd para facilitar o entendimento, acompanhe:

Nerd Ortodoxo: Aquele(a) que é fiel aos seus ancestrais, os da era pré-nerdiana, em meados dos anos 1900 e bolinha. Aquele tímido, introspectivo, “esquisito” para sociedade, sedentário, e longe de relacionamentos. Além de ser muito fã de jogos estilo RPG.

Nerd Autêntico: Os menos ortodoxos. Aqueles que realmente se aprofundam, têm argumentos significativos e são tolerantes. Procuram relacionamentos sociais, são mais extrovertidos, conseguem ser referência em alguns assuntos do seu gosto, possuem suas trilogias guardadas e bem tratadas, assim como algumas HQ’s. Fã de jogos da categoria aventura e terror (deuzulivre jogar Dead Space à noite. Nem a pau!) Aceitam mudanças, e sempre querem estar atualizados. Ah, e estão criando brotoejas de ansiedade por Star Wars VII.

Nerd de Transição: São aqueles que antes do Boom-Nerd eram ‘mortais’ e estavam do lado ‘errado’ da força. São pessoas recentemente convertidas ao nerdianismo, pessoas que encontraram o Odin dentro de si. Amantes dos blockbusters e tentarão ficar vivos até 2020 para ver todos esses filmes da Marvel e DC. Não sabiam que o Pinguim se chamava Oswald Cobblepot e pretendem mobilizar um abaixo-assinado para um filme solo da lindamaravilhosadivagostosadaporratoda Scarlett Johansson, isso os homens. E as mulheres anseiam mais cenas do Cris Hemworth sem camisa nos filmes do Thor. (Direitos iguais! ¬¬)

Nerd Modinha: O erro na Matrix.  Acham que DC e Marvel é a mesma coisa e sonham com um filme entre o Batman x Homem de Ferro. Compram óculos retrô, sem grau, só pras fotos. Por falar em fotos… Isso é a única função dos nerds modinha. Mal sabem segurar um joystick, só usam internet pra facebookear e postar coisas; “- Tipo assim, oh, meu jeitinho nerd de ser. Ainnn”, aí tão na foto com a camisa do “Bazinga”, ou de algum cogumelo do Mário. Acharam super ‘daora’ Motoqueiro Fantasma e o máximo Homem de Ferro 3. (Velho, na moral, sem bulliyng: Ta F@#$%&!)

 

E agora pra não confundir ninguém, o que viria a ser um Geek?

GEEK é todo e qualquer ser que goste de tecnologia no geral, eletrônicos, gadgets, coisas do gênero. Muito focado em sempre estar antenado com tudo que acontece no mundo da internet. Redes sociais e aplicativos são seu forte. Sim, seria uma adaptação (ou uma versão 2.0) do Nerd Autêntico.

superman nerd brasileiro

SOBRE O MERCADO

A cultura nerd hoje é onipresente. Pra onde você vá, entre, olhe, sempre terá algo relacionado a tal. E não é à toa. Seus bilhões arrecadados nas telonas esfregam na cara de qualquer hater o porquê dessa globalização. E digo mais; Nas telinhas também. Sim, não é de hoje que as séries investem no nerdismo. Stargate, Star Trek e Battlestar Galatica com seus mega universos de possibilidades, dentre os mais antigos, merecem toda referência que têm.

Mais recente podemos citar Fringe e sua abordagem científica (por que eles fizeram aquela 4ª e 5ª temporada? ¬¬), por exemplo. A nova série Scorpion traz quatros gênios de maior QI no planeta para tentarem resolver casos especiais. A mítica Game of Thrones arrebenta a audiência da HBO, tanto que já tem contrato renovado até 2016 e conta com um exército fiel e maior do que os imaculados da Khaleesi que consomem todo tipo de produto da série.

Por falar em todo tipo de produto… Isso é uma variável que corrobora com a onipresença da cultura nerd. São lojas ‘âncoras’ vendendo camisas de heróis, jogos e personagens – antes destinadas ao público infantil – para o público adolescente e adultos, também. Sejam camisas, bonés, relógios, óculos, sapatos, ou brindes de fastfoods estão voltados para essa cultura.

thor loki gif

Apontar quem foi o propulsor dessa revolução é muito arriscado, ou leviano (bem ao estilo debate presidencial), pois foi um combo, uma sequência de fatos que corroboraram com essa explosão nerd no mundo. Mas para não ficar me cima do muro – e levar pedrada também – acho que podemos citar Matrix como o ponta pé inicial.

Sejam pelos efeitos visuais que revolucionaram as produções da sétima arte (ali abriu a brecha para movimentos que antes eram impossíveis de se realizar em um filme. Além de toda tecnologia gráfica envolvida), seja pelo contexto abordado.

O filme Avatar não pode ser esquecido pela inovação tecnológica injetada nas super produções. Só que eles precisavam trazer um herói carismático, bonzinho e em contrapartida com efeitos ainda não vistos no cinema. Apesar de todos adorarem a brutalidade do Hulk ele não cabe na cadeira de “Herói teen”, porém eis que alguém bateu na mesa e gritou: Homem-Aranha (sim, deixe de ser hater). Ele fez um buraco no concreto armado que prendia a cultura nerd. O primeiro filme explodiu as bilheterias! Aí meu amigo(a), surgiu a luz que precisavam.

Eis que veio o todo poderoso Homem de Ferro, ou melhor o Robert Downey Jr. Sim, ele disparou seu “Proton Cannon” naquela brecha feita pelo Homem-Aranha e libertou essa cultura. Ou seja, hoje, as principais bilheterias do cinema e da Tv são de heróis.

Não se pode falar de mercado nerd e não citar os game. Eles vão de vento em popa, muito obrigado. A expectativa é que nesse ano o consumo de jogos passe da casa de US$1,3 bilhões. O Brasil, segundo pesquisa do instituto New Zoo, é o 11º em consumo de games – incluindo jogos para smatphones, tablets, consoles e pc – sendo o 1º da América Latina. E olha que temos o maior concorrente do mundo, a pirataria. O fato é que somos consumistas fervorosos de games. Adoramos uma aventura, explorar mundos, conquistar territórios, quebra-pau com os adversários, e claro uma boa “peladinha” com os amigos.

CONCLUSÃO

Quem são?

– Pessoas com a benção de Odin.

Do que gostam?

– De consumir nosso universo.

Onde estão?

– Em todos os cantos, habitamos na sua sombra.

Para onde vão?

– Para o infinito e além

O que querem?

– Dominar o mundo! MUAHAHAHAHA…

nerd chewbacca

Continuar lendo
Publicidade

Graduado em Administração de Empresas e especializado em Mídias Digitais, aprendiz de designer, pseudo publicitário, impaciente com áreas burocráticas e tentando ingressar no ramo criativo. Amante de animes, viciado em séries e games, enxerido em cosplayer. Tem como maior sonho criar o A³ [Abrigo para Animais Abandonados]. Sou inimigo ferrenho do clichê e desconfiado dos pombos.

Deixe seu comentário!

Mais em Mundo Geek

To Top