Sasha Grey – A eterna diva porno estrela campanha sobre igualdade Salarial

Mundo Geek

Sasha Grey – A eterna diva porno estrela campanha sobre igualdade Salarial

Ordem e progresso, seja puta que é sucesso!

Depois de polemizar mostrando-nos como praticar sexo demais pode fazer mal e visitar uma escola primária para ler para as criancinhas, Sasha Grey (diva pornô que se aposentou aos 22 anos) estrela uma campanha belga sensacionalista falando sobre a diferença salarial entre os sexos e como “ o Pornô é o único caminho para ganhar mais que os homens”. Oi?

Vejam a campanha e depois conversamos, ok?

Aposto que, assim como eu, você também nunca viu o mercado dos filmes pornôs por este ângulo.

Achei do caralho (?) o filme, a campanha em si e o motivo que é legítimo. Mas, fiquei meio perdido quanto a mensagem. Infelizmente, pegaram uma ideia bacana e vestiram de uma forma tão sensacionalista que ficou demasiadamente apelativa e nada engajada. A Sasha Grey e muitas atrizes do ramo ganham bem mais que os homens, isto é fato. Isso é bem bacana. Por outro lado, me peguei pensando:

Estou eu tomando um cappuccino em algum geek café e me deparo com uma ex-colega de profissão. A conversa dura uns 2 minutos e chega na pergunta clássica do “O que você tá fazendo da vida, fulaninha?

Virei atriz pornô porque paga bem, mas, o que eu queria mesmo era ganhar igual sendo analista de midia social. Tem jeito?

Mostrar que ser puta dá dinheiro é a coisa mais fácil do mundo. Tv brasileira tá aí cheia de exemplos que nem precisam ser taxados como impróprio. Infelizmente muito foi dito, nada aproveitado.

Na Bélgica a média de desigualdade salarial entre homens e mulheres é de 22%. Pesquisei e vi que as mulheres brasileiras ganham, aqui, em média 30% a menos que os homens, desempenhando as mesmas funções.

Encontrei no site do governo do Estado de São Paulo uma ferramenta chamada Salariometro: http://www.salariometro.sp.gov.br/

A realidade é triste mas, comparei a profissão de administrador em Pernambuco e para homens a média é R$ 2.331,00, enquanto que para mulheres, temos R$ 1.837,00.

Difícil imaginar, mas, infelizmente ainda temos de lidar com ideias retrógradas como esta de que uma mulher deve ganhar menos que um homem, mesmo exercendo a mesma função. No mundo ideal, esse tipo de questão estaria completamente superado. Ou jamais teria existido.

E você, o que achou da campanha? Na sua empresa, mulheres e homens ganham são remunerados da mesma forma ou há uma distinção?

Continuar lendo
Publicidade
Murilo Lima

Criador e editor-chefe do Geek Café. Administrador entusiasta de novas mídias, inovação e mentes fora da caixa.

Comments

Mais em Mundo Geek

To Top