Atualmente existe muita polêmica na imprensa internacional que fala de entretenimento envolvendo uma postura meio machista da Marvel Studios em relação ao seus filmes.

Duvido que tenham algo contra mulheres –  afinal, a Viúva Negra é uma das principais personagens em Vingadores: Era de Ultron, a Capitã Marvel vai ganhar um filme solo e, na TV, mulheres protagonizam Agent Carter e Agents of SHIELD.

Então, o que tá errado? Vamos ver…

Quando Os Guardiões da Galáxia foi lançado nos cinemas, uma avalanche de material promocional com o Starlord, o Rocket, o Groot e o Drax invadiram as lojas pelo mundo. Tinha lancheira, boneco, mochila… um monte de coisa. Mas não tinha nada oficial da Gamora. Ou da Nebula.

Agora, com Era de Ultron, é a mesma coisa. Tem muito merchandising do Capitão América, do Thor, Hulk, Homem de Ferro… até do Ultron e do Gavião-Arqueiro. Mas da Viúva Negra, uma das protagonistas do Universo Marvel desde Homem de Ferro 2 (2009!), nada.

Por que a Marvel não quer fazer produtos comerciais com suas personagens femininas? Mark Ruffalo, que interpreta o Hulk nos cinemas, já se zangou com isso no Twitter:

Não se deixem enganar, o “Pretty please” (“Porfavorzinho”) está carregado de uma fúria incontrolável.

Então, qual o problema com super-heroínas? Por que elas não podem ter seus próprios filmes? Por que não há coisas da Viúva Negra a venda?

Essa é uma discussão que está rolando atualmente entre a imprensa internacional baseada em cultura pop. E como a gente sabe, humor é a uma das melhores formas de se contribuir para uma discussão.

Assim, aproveitando que a atriz Scarlett Johansson apresentou o último Saturday Night Live, o pessoal do programa produziu um trailer fictício de Black Widow: Age of Me, um “filme” da Viúva Negra discutindo essa visão deturpada do valor de super-heroínas no cinema.

Confere aí:

https://www.youtube.com/watch?v=dpidcowWG08#t=20