A ÚLTIMA CAÇADA DE KRAVEN: Uma das melhores histórias do Homem-Aranha

Livros e HQ

A ÚLTIMA CAÇADA DE KRAVEN: Uma das melhores histórias do Homem-Aranha

Um dos clichês mais comuns nos quadrinhos de super-heróis é aquele que mostra o herói sendo capturado por um de seus inimigos, que rouba a sua identidade e começa a agir como ele – na maioria das vezes, para manchar a imagem do mocinho.

Atualmente, isso está acontecendo na polêmica série regular do Cabeça de Teia escrita por Dan Slott – chamada de Superior Spider-Man. Na trama, a mente do Dr. Octopus vai parar no corpo de Peter Parker e vice-e-versa; só que o vilão estava a beira da morte e parte dessa pra melhor. Quer dizer, quem parte é o Peter, que está no corpo do vilão. Entendeu?

A partir daí, Otto Octavius se torna o novo Homem-Aranha, mais esperto e mais violento. Presta? Bem, se quiser arriscar… a série começou a ser publicada no Brasil recentemente, dentro da iniciativa Nova Marvel.

Mas o amigão da vizinhança já passou por coisa parecida (não, não estamos falando da famigerada Saga do Clone) e com resultados muito, mas muito melhores do que essa pataquada do Slott.

kravenEm 1987, a Marvel publicou o arco A Última Caçada de Kraven, escrita por J. M DeMatteis e desenhada pelo Mike Zeck, com arte-final de Bob McLeod. A história em seis partes foi distribuída entre três revistas do Aranha: Web of Spider-Man, The Amazing Spider-Man e The Spectacular Spider-Man. A história foi lançada no Brasil pela Editora Abril, em uma mini-série em formato americano; depois, encadernada. A Panini relançou a hq encadernada em 2004.

A hq retorna às livrarias pela Salvat, dentro da coleção Graphic Novels Marvel. A Última Caçada de Kraven tem 160 páginas, capa dura, um monte de extras e custa R$ 29,90 (mais barato que um encadernado da Panini)

Sergei Kravinov foi criado por Stan Lee e Steve Ditko e surgiu pela primeira vez em 1964. Um dos melhores caçadores de animais do mundo, Kravinov ficou obcecado pelo Homem-Aranha, que considerava a presa perfeita para testar suas habilidades. A partir daí, tornou-se um dos mais recorrentes inimigos do Cabeça de Teia.

Na hq, Kraven tem o plano definitivo para derrotar o Homem-Aranha e provar que é o melhor no que faz. E ele consegue. Durante uma noite de insônia, Peter sai pela cidade usando seu uniforme negro, debaixo de uma chuva torrencial. De repente, é atacado por Kraven, que consegue acertar um dardo tranquilizante no herói.

O Aranha ainda tenta lutar, mas é facilmente derrotado e leva um tiro à queima-roupa do vilão. Em seguida, Kraven coloca o herói em um caixão e o enterra. A lápide do túmulo diz: “Aqui jaz o Homem-Aranha. Morto pelo Caçador”. Tendo conseguido seu intento, Kravinov coloca em prática a segunda parte do seu plano: usando um uniforme do Aranha, ele sai pela cidade combatendo o crime, para provar que ele é um Homem-Aranha Superior (chupou daqui, não foi, Dan Slott?)!

kraven2

A partir daí, um novo Homem-Aranha começa a patrulhar a cidade. Seus ataques à criminosos são brutais, violentos; Kraven não se contém, levando vários meliantes aos hospitais e, em alguns momentos, causando a morte deles. A cidade fica assustada. Mary Jane Watson, nesse período recém-casada com Peter, fica preocupada com o que pode estar acontecendo ao seu marido.

Numa subtrama, vemos a criatura conhecida como Rattus, um homem que vive nos esgotos; ele é o resultado de experimentos genéticos do Barão Zemo. Tendo sido derrotado pelo Homem-Aranha e pelo Capitão América, ele vive planejando sair das trevas e se vingar. Porém, nesse meio tempo, começa a atacar pessoas, arrastando-as para a morte nos esgotos.

Nos atos finais, esses três personagens – o Aranha, o Caçador e a Fera – vão se encontrar para o embate final, que terá consequências trágicas para um deles.

A Última Caçada de KravenJ. M. DeMatteis conta uma história perturbadora, sufocante, que mostra toda a loucura de um homem para provar a seu inimigo – e a si mesmo – que é o melhor naquilo que faz. A narrativa visual de Mike Zeck, um dos grandes artistas dos quadrinhos, contribui para que a hq se torne mais grandiosa.

Essa hq prova, mais uma vez, que não existe personagem “deslocado no tempo”, “velho para as novas gerações de leitores” e outras baboseiras que são usadas como argumentos para sagas intermináveis e complicadas, que algumas vezes causam mudanças radicais na essência dos personagens. Pegue um personagem bem construído psicologicamente e conte uma boa história com ele: esse é o segredo dos clássicos.

A Última Caçada de Kraven é um desses clássicos. Obrigatório. Imperdível. Uma verdadeira obra-prima do gênero. E olha que nem foi preciso apelar pra batida solução da troca de mentes.

Compre!!!!!

Continuar lendo
Publicidade
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Comments

Mais em Livros e HQ

To Top