Plaf: uma revista necessária

Livros e HQ

Plaf: uma revista necessária

Plaf: uma revista necessária

E a cena quadrinística pernambucana continua de vento em popa. Não bastasse a profusão de eventos na área, o surgimento de novos artistas e a crescente produção, agora temos uma revista jornalística dedicada aos quadrinhos e que – vejam só que legal – também publica… quadrinhos!!!

A revista Plaf (64 páginas, formato 21x28cm, colorida, R$ 15) foi lançada em setembro deste ano e já se tornou uma das mais importantes publicações do gênero no país. Além dela, temos apenas a Mundo dos Super-Heróis que apesar de ser uma excelente publicação tem outro direcionamento – embora não deixe de falar do cenário nacional de vez em quando.

A revista foi criada e é editada pelos jornalistas Carol Almeida, Dandara Palankoff e Paulo Floro – ou seja, não poderia estar em melhores mãos!!!

Carol Almeida, Dandara Palankof e Paulo Floro. Foto: Luana Nova/SJCC

Carol Almeida é jornalista da área cultural, crítica de cinema e quadrinhos, tendo passado pelo Jornal do Commercio. Atualmente é editora do Suplemento Cultural de Pernambuco e doutoranda em Comunicação na UFPE. Dandara Palankof é tradutora e editora de quadrinhos. Escreve na coluna Garota Sequencial da revista O Grito e é mestre em Comunicação e Cultura Midiática (UFPB). Ela foi editora da série . Paulo Floro é editor da revista O Grito e escreve sobre quadrinhos, música, cinema e afins.

Com o slogan “O mundo dos quadrinhos é o mundo todo“, a Plaf chega com a missão de registrar, de maneira crítica e reflexiva, a cena pela qual os quadrinhos brasileiros passam, trazendo entrevistas, resenhas e um pouco de história, sem deixar de apresentar a arte de quadrinistas locais e nacionais. Por isso, mesmo estando em sua primeira edição, podemos afirmar que a mesma é uma publicação necessária para esse momento histórico da nona arte nacional.

 

A primeira edição traz uma entrevista com o quadrinista André Dahmer, o resgate histórico da roteirista Maria Aparecida Godoy (que escreveu histórias de terror para a revista Calafrio), um pouco da história da já clássica revista Ragú, dos amigos João Lin e Mascaro, que marcou os quadrinhos pernambucanos; um excelente texto sobre a representatividade LGBT nos quadrinhos, uma panorâmica sobre a atual produção brasileira e seções que falam sobre Tintin, Watchmen (com o depoimento da Carol Pimentel, editora da Marvel/Panini), resenhas e quadrinhos de Lu Caffagi (que também assina a capa), Raoni Assis, Renata Rinaldi e João Lin, criados especialmente para a revista.

A segunda edição será lançada este mês e vem com capa assinada por Christiano Mascaro, um dos editores da Ragú, que também participa com uma hq e ainda teremos quadrinhos de Brendda Costa Lima, Felipe Portugal, Jão e da minha amiga Roberta Cirne (eu vi os originais e está uma lindeza só!).

A revista é financiada pelo Funcultura do Governo de Pernambuco e tem periodicidade bimestral.

 

Você pode encontrar a Plaf na lojinha da revista ou na Banca Guararapes, que fica no centro do Recife.

Continuar lendo
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Deixe seu comentário!
Publicidade
To Top