Salvat reajusta coleção Graphic Novels Marvel para R$ 32,90

Livros e HQ

Salvat reajusta coleção Graphic Novels Marvel para R$ 32,90

Quando a Editora Salvat lançou de forma definitiva a coleção Graphic Novels Marvel em todo o Brasil, em setembro de 2013, os fãs da Casa das Idéias tiveram um surto de felicidade!

Afinal, era a chance de ter em mãos 60 álbuns em capa dura contendo algumas das maiores e melhores hq’s da Marvel, com algumas raras exceções (alô, Motoqueiro Fantasma!). A parceria da Salvat com a Panini caiu nas graças do público e a coleção se tornou um sucesso.

O primeiro volume custou R$ 9,90, o segundo R$ 19,90 e a partir do terceiro o valor subiu para R$ 29,90 permanecendo fixo; adquirir os dois volumes lançados por mês sai por R$ 59,80 – valor mais baixo do que um encadernado da Panini. Uma ótima relação custo/benefício! Com 26 edições lançadas, a coleção já estava praticamente na metade.

Com o sucesso das vendas, a editora relançou a coleção recentemente, permitindo que vários leitores adquirissem as edições que perderam.

Tudo parecia ir bem até que os fãs foram surpreendidos com a notícia de que os álbuns passarão a custar R$ 32,90 a partir de agora – um reajuste de R$ 3,00 que que acrescentará R$ 99,00 ao preço final da coleção para os que já vinham acompanhando desde o início. Para os que estão começando agora, o aumento é de R$ 171,00!

Pressionada pelos leitores nas redes sociais, a Salvat limitou-se a responder que foram motivos alheios à editora que a fizeram reajustar o preço.

Enviamos um e-mail a Salvat questionando o motivo para o aumento e recebemos a seguinte resposta:

Boa tarde Bruno,

 Informamos que infelizmente devido a Taxa de Cambio os Livros da coleção Marvel tiveram aumento de R$ 29,90 para R$ 32,90.

Como se trata de uma coleção importada pode ocorrer esse tipo de aumento no decorrer da coleção.

Agradecemos a sua compreensão.

Atenciosamente,

Editora Salvat do Brasil

Diante das ameaças de vários leitores em levar o caso ao PROCON, alguns mais atentos perceberam que a editora já tinha alertado para esses possíveis reajustes em um texto no rodapé da embalagem de papelão que acompanhou o primeiro volume. E agora?

A princípio, não acho que o reajuste tenha sido tão pesado, já que a relação custo/benefício continua boa mesmo tendo que desembolsarmos mais R$ 6,00 mensais; porém, fica o receio de que o argumento da taxa de câmbio seja utilizado mais de uma vez pela Salvat para justificar novos reajustes, já que ainda faltam 17 meses para a conclusão da coleção. 

Não entendo bulhufas de economia, por isso lanço a pergunta: essa história de aumento da Taxa de Câmbio confere ou foi desculpa prá boi dormir?

E você, caros leitores: vão continuar com a coleção ou pretendem parar por conta desse reajuste?

Continuar lendo
Artigos relacionados:
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top