WebComics da semana: Petisco!

Livros e HQ

WebComics da semana: Petisco!

Quadrinho brasileiro independente já não tem mais cara de bandido – e graças à tecnologia.

É indiscutível o ganho que os quadrinistas nacionais tiveram com a internet. A produção independente no país sempre foi forte e diversificada, desde o tempo em que as revistas eram reproduzidas em cópia xerográfica. Nesse período, o grande nó era a divulgação e distribuição das hq’s – sanada em parte pelos fanzines de divulgação como o importante Quadrinhos Independentes, do herói Edgar Guimarães.

Com a web, esse obstáculo ficou para trás. Hoje em dia, os quadrinhos invadiram a rede, que se tornou uma importante vitrine, revelando novos e talentosos nomes e permitindo que alguns deles consigam entrar no mercado editorial. Para dar uma força para esses artistas, o Geek Café vai indicar, semanalmente, os sites de quadrinhos mais legais da web.

O indicado da semana é o site Petisco.org, coletivo capitaneado por Cadu Simões, que publica várias séries de quadrinhos, de diversos gêneros. Atualmente, são sete séries com atualizações semanais, o que dá uma página de quadrinhos nova por dia.

A seguir, uma resenha das quatro que mais se destacam:

Terapia – De Rob Gordon, Marina Kurcis e Mario Cau

Terapia – De Rob Gordon/Marina Kurcis (história) e Mario Cau (arte). Essa é, sem dúvida, a melhor série do Petisco, que conta a história de um jovem que tem tudo para ser feliz (família legal, namorada, trabalho e estudo) mas que se sente deslocado no mundo. Para tentar entender esse mal-estar, começa a fazer terapia. A HQ mostra as conversas dele com o terapeuta e assim vamos descobrindo um pouco sobre sua vida, anseios, medos – tudo isso com uma narrativa visual que te prende na história. Agora fiquei na ansiedade de uma nova página toda quarta-feira.

Beladona – de Ana Recalde e Denis Mello

Beladona – de Ana Recalde (história) e Denis Mello (arte). Samantha é uma garotinha de sete anos que vive tendo pesadelos terríveis praticamente todas as noites, e por isso sofre muito. É vista como a esquisita da escola por causa de seu comportamento retraído e sofre bullying. Dá pena de ver o sofrimento da pequena Samantha nessa série de terror sufocante. A arte sombria, expressionista, de Denis Mello ajuda muito a criar essa atmosfera. Outra que viciei.

Nanquim Descartável – de Daniel Esteves

Nanquim Descartável – de Daniel Esteves. Ju e Sandra são amigas e dividem um apartamento. Ju é roteirista e Sandra é desenhista. Elas fazem quadrinhos. E tem o Tuba, apaixonado pela Ju. A série narra as aventuras comuns dessas pessoas comuns, que parecem com gente de verdade por causa de seus dramas e alegrias. As hq’s da série tem um tom naturalista; de vez em quando dá para se reconhecer em alguma situação, às vezes ela é arrastada, boring mesmo. Mas é por isso que ela é tão legal: parece com a vida real. Muito divertido! Terceiro lugar garantido.

Demétrius Dante – de Will

Demétrius Dante – de Will (criador do Sideralman). Um detetive do absurdo, como diz a apresentação do personagem. Não, não estamos falando de Dylan Dog e sim do investigador mais macho de todos os tempos em casos altamente surreais, assustadores e divertidos. Will brinca com os clichês dos gêneros ‘detetives’ e ‘terror’ nas hq’s e joga seu detetive em casos envolvendo monstros, assombrações e lendas urbanas como a loira do banheiro.

O grupo já publicou um álbum da série Nanquim Descartável, em parceria com o pessoal do Quarto Mundo, além de outras revistas – todas disponíveis na loja http://petisco.org/loja/.

Agora, o Petisco está correndo atrás de financiamento via crowdfunding para publicar um álbum com as séries do site. Serão histórias inéditas, distribuídas em 96 páginas em duas cores. Eles inscreveram o projeto no Catarse (catarse.me) e esperam captar os R$ 15.000,00 que financiará as 1.000 cópias da publicação.

O prazo para apoiar o projeto termina em 21 de setembro. Você pode apoiar o trabalho da galera a partir do valor mínimo de R$ 25,00 (com direito a um exemplar autografado e seu nome nos agradecimentos). A partir de R$ 35,00 ou mais de contribuição, os brindes vão aumentando.

Quer saber mais, visite a página do projeto e veja o vídeo da equipe.

 

Vai por mim, vale a pena dar essa força pro pessoal pelo excelente trabalho que eles vem desenvolvendo.

Continuar lendo
Publicidade
Bruno Alves

Bruno Alves é professor, rabisca de vez em quando uns desenhos por aí e tem sempre uma música tocando em off na cabeça, mesmo quando não está usando headphones. E sim, ele gosta dos Titãs.

Deixe seu comentário!

Mais em Livros e HQ

To Top