Grandes Covers #1 – Jimi Hendrix

Música

Grandes Covers #1 – Jimi Hendrix

"Quando o poder do amor suplantar o amor ao poder, o mundo conhecerá a paz."

Aqueles que me acompanham a mais tempo, sabem que uma das minhas maiores admirações é a música. Música é minha religião e o rock me salvou. Apesar de continuar achando que o quê havia de melhor a ser inventado na música já foi feito, continuo com a mente aberta para novas experiências auditivas. Por isto gosto de covers.

Grandes Covers” é uma das séries que veremos nesta nova fase do blog.  Aqui reunirei algumas músicas de personagens famosos, tocadas por outras pessoas, famosas ou não, mas que valem a pena conhecer. Para começar, escolhi um dos caras que mais admiro e tenho ouvido nos últimos meses: Jimi Hendrix. Guitarrista, cantor e compositor norte-americano, Hendrix conseguiu uma forma única de se expressar mediante o som de sua guitarra, seja em canções leves como Little Wing e Hey Joe ou através de pegadas mais nervosas como Voodoo Child. Em relação a técnica e velocidade, muita coisa mudou de lá pra cá e hoje temos grandes nomes como Steve Vai, Joe Satriani, John Petrucci, os brasileiros Kiko Loureiro e Edu Ardanuy e mais algumas centenas,  porém, quando o assunto é feeling, poucos são os nomes que me vem a cabeça para comparar com Hendrix.

Seu estilo foi inspirador para muitos guitarristas de rock. Os seus shows e musicalidade criaram fãs por todas as partes do mundo, entre eles os guitarristas Eric Clapton e Jeff Beck, assim como os Beatles e o The Who, e também o ainda desconhecido Farrokh Bulsara, que mais tarde viraria o grande Freddie Mercury.

Loucura é incendiar o Vietnã.

Há 40 anos, Jimi Hendrix protagonizou uma das cenas mais marcantes da história do rock. O músico queimou a própria guitarra em cima do palco do festival de Monterey, na Califórnia. O Monterey Pop Festival, realizado em 1967, é conhecido por ter sido o primeiro festival de rock da história. Jimi Hendrix, Janis Joplin e The Who participaram da apresentação. Ao ser perguntado sobre que loucura era aquela, Hendrix respondeu que loucura, para ele, era incendiar o Vietnã.

Hendrix foi a principal atração, dois anos mais tarde, do icônico Festival de Woodstock. Em 2011, a revista Rolling Stone convocou mais de 50 dos maiores guitarristas do mundo para elegerem os 100 melhores guitarristas da história. Adivinha quem ganhou mais um título de deus da guitarra?

Vamos lá?

  • Joe Satriani, Steve Vai e Yngwie Malmsteen – Little Wing
Satriani e Vai são dois dos grandes mestres virtuoses da atualidade. Eles tem um projeto instrumental chamado G3, onde a cada edição se apresentam junto com algum convidado especial. Para fechar o show com chave de ouro, o G3 mantém como tradição encerrar com algum sucesso do nosso querido Hendrix.

 
 

  • Slash – Hey Joe

Tido como um dos guitarristas mais expressivos de sua geração, o ex-guitarrista do Guns ‘n Roses, Slash, sempre teve como uma de suas principais influências, o deus da guitarra.

 

  • Pearl Jam – All Along the Watchtower

Até o Pearl Jam já entrou na onda de homenagear o Hendrix numa versão rápida e crua de All Along the Watchtower.

 

  • The Corrs – Little Wing (Unplugged)

”The winter is comming!” é o que penso sempre que curto esta versão da banda The Corrs. Não sou muito fã da banda, mas esta versão é digna de qualquer épico medieval.

 

  • Phil X Jams – Hendrix Fire

Phil X é um dos guitarristas com mais covers de altíssima qualidade que conheço. Muitos chegam até a ser melhor que os originais. Também não é pra menos, o cara já tocou com Rob Zombie, Alice Cooper, Bon Jovi, Tommy Lee e outros artistas do mesmo naipe. Conheça o canal dele no Youtube.

 

Espero que tenham curtido e fiquem a vontade para recomendar mais covers legais do Hendrix ou artistas para a próxima edição do Grandes Covers.

Continuar lendo
Murilo Lima

Criador e editor-chefe do Geek Café. Administrador entusiasta de novas mídias, inovação e mentes fora da caixa.

Comments
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top