Jennifer Lopez no Recife: a cantora que não canta

Música

Jennifer Lopez no Recife: a cantora que não canta

"Preferi vir cedo porque imaginava que uma multidão já estaria aqui e a fila iria dar voltas. Mas cheguei e não havia ninguém"

Me solidarizo profunda e cinicamente com o boysinho que soltou essa frase para a reportagem do NE10, sobre a chegada do público pro show de Jennifer Lopez e Ivete Sangalo neste domingo aqui no Recife. O camarada chegou às 09h30 da manhã de um domingão de chuva na esperança de garantir um lugar privilegiado num show em que a "cantora" J-Lo simplesmente não canta – mas apenas simula à frente de um playback enquanto dança.

Foto Amanda Miranda / NE10

Olhe, tem que ser muito cri-cri pra ficar falando do fato de a cantora não cantar, né? Sinceramente… Tsc, tsc.

Sejamos felizes, ora bolas! Não tem sol, está chovendo. Mas vamos colocar um sorriso nos lábios. Vamos pagar dezenas/centenas de dinheiros para financiar os casacos de pele de animais da cantora que não canta!…

Quem, na cidade cosmopolita mais provinciana em linha reta do mundo, liga para o fato de que a cantora que não canta usa e incentiva o uso de roupas feitas com a pele arrancada de animais ainda vivos?!?

Ego: Debaixo de chuva, Jennifer Lopez faz show no RecifeArretado mesmo (nesse clima chuvoso do Recife) seria usar um casaco de pele de Jennifer Lopez: já pensou, aquela pele sedosa, brilhante e bronzeada de pernas longas cobrindo nosso corpo, nos deixando elegantes e super dentros da moda? ^_^

Ja pensou, aquele corpão da J-Lo estendido num varal de arame, sob o sol, e a gente tirando a pele dela ainda viva, começando pelos dedos das mãos e dos pés, depois os braços, coxas, bunda, costas e por fim do rosto e expondo a carne viva da cantora que não canta?

Que absurdo! Pois é.

É mais ou menos este o processo de retirada de pele de animais para criar as peças de roupas que a cantora que não canta adora exibir mundo afora.

Há uns 10 dias a Jennifer Lopez fez um show em Santiago, no Chile. Durante sua chegada ao país, circulou nas mídias sociais um vídeo falando sobre esse gosto exótico da cantora que não canta.

 

Haters is gonna Hate

"O preço inicial dos ingressos era R$ 180 e R$ 90 (meia entrada), para a pista; R$ 170, para a área frontal; e R$ R$ 370 para o camarote open bar. Diante do público pequeno que apareceu no local durante a tarde, havia cambistas vendendo a entrada para pista até por R$ 5."

O trecho acima da matéria do NE10 dá uma dimensão do ~sucesso~ do show da cantora que não canta aqui no Recife. 

Para os "invejosos" que torcem para o fracasso comercial de figuras como Jennifer Lopez (como por exemplo TODOS os ambientalistas e ONGs de defesa dos direitos de animais do planeta), pode se dizer que este é um dia para se falar: LOL.

E, claro, para fãs da cantora que não canta e que lerem este post: haters is gonna hate…

Continuar lendo
Artigos relacionados:

blogueiro, historiador; planejamento digital, coordenação de projetos em mídias sociais; editoração, redação digital e Tricolor do Arruda.

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top