Metallica responde à altura críticas no Glastonbury Festival

O mundo da música entrou em mais uma polêmica quando o Metallica foi anunciado pelo famoso festival hipster de Glastonbury, na Inglaterra.  A escalação da primeira banda de metal do mundo a pisar num palco desse festival gerou muitas reações contrárias. E no dia 28/06, mesmo sob críticas, os quatro integrantes subiram no palco, deram uma resposta à altura das críticas e mostraram porque são conhecidos como a maior banda de heavy metal do mundo.

O motivo para tantas críticas contra a banda não era apenas por eles serem a primeira banda de metal a tocar num evento majoritariamente hippie/hipster. Mas sim devido ao fato de que James Hetfield, o vocalista, guitarrista e frontman do Metallica é entusiasta da caça por esporte, e inclusive está escalado como narrador de uma nova série/documentário “The Hunt”, sobre a caça de ursos no Canadá.

E grupos ligados a ativistas que são contra a prática reforçaram o coro contra a participação da banda no evento, inclusive criando uma petição online para tal. Aliados a essas críticas contra Hetfield, alguns músicos também se pronunciaram contra a participação da banda, mas esses, em sua grande maioria criticando-os por tocarem um som mais pesado. Entre eles o vocalista (e amigo de Lars Ulrich, baterista do Metallica), Alex Turner, do Arctic Monkeys:

Eu não tenho certeza se isso faz algum sentido. Eu sei que nós não estaríamos lá, mas fundamentalmente você poderia colocar o Metallica no núcleo hippie?

Mas provando novamente que estão calejados quanto a qualquer crítica, o Metallica respondeu tudo isso à altura. E já iniciou o seu show substituindo a tradicional intro “Ecstasy of Gold”, por um bem-humorado curta-metragem onde eles ironizam não só a crítica à caça, como os próprios ativistas e suas acusações.

E não pararam por aí, além disso lançaram uma camisa comemorativa ao evento, com as principais críticas sofridas por eles, que cá entre nós, só serviram de “Fuel”  para a banda (com o perdão do trocadilho com a musica homônima).

Metallica no Glastonbury Festival

Em momentos do show James Hetfield conversou com a plateia, deixando claro sua posição quanto ao mundo, afirmando fazer a sua parte por um mundo melhor, e reafirmando o papel da música nesse processo. E por fim, agradeceu ao público, defendendo a entrada de sua banda no evento:

Os Metallica estão muito gratos por terem sido convidados para um evento como Glastonbury. Estamos muito orgulhosos por estarmos aqui a representar a faceta mais pesada da música. Eu sei que, neste festival, tudo está representado, então porque não a música pesada? Dedicamos este concerto não só ao público como a todas as bandas britânicas de heavy metal que ainda sonham poder tocar neste palco.

Abaixo, a setlist tocada por eles:

Creeping Death
For Whom The Bell Tolls
Wherever I May Roam
Sad But True
Fade To Black
Cyanide
The Unforgiven
The Memory Remains
One
Master Of Puppets
Nothing Else Matters
Enter Sandman
Whiskey In The Jar
Seek And Destroy