Metallica responde à altura críticas no Glastonbury Festival

Música

Metallica responde à altura críticas no Glastonbury Festival

O mundo da música entrou em mais uma polêmica quando o Metallica foi anunciado pelo famoso festival hipster de Glastonbury, na Inglaterra.  A escalação da primeira banda de metal do mundo a pisar num palco desse festival gerou muitas reações contrárias. E no dia 28/06, mesmo sob críticas, os quatro integrantes subiram no palco, deram uma resposta à altura das críticas e mostraram porque são conhecidos como a maior banda de heavy metal do mundo.

O motivo para tantas críticas contra a banda não era apenas por eles serem a primeira banda de metal a tocar num evento majoritariamente hippie/hipster. Mas sim devido ao fato de que James Hetfield, o vocalista, guitarrista e frontman do Metallica é entusiasta da caça por esporte, e inclusive está escalado como narrador de uma nova série/documentário “The Hunt”, sobre a caça de ursos no Canadá.

E grupos ligados a ativistas que são contra a prática reforçaram o coro contra a participação da banda no evento, inclusive criando uma petição online para tal. Aliados a essas críticas contra Hetfield, alguns músicos também se pronunciaram contra a participação da banda, mas esses, em sua grande maioria criticando-os por tocarem um som mais pesado. Entre eles o vocalista (e amigo de Lars Ulrich, baterista do Metallica), Alex Turner, do Arctic Monkeys:

Eu não tenho certeza se isso faz algum sentido. Eu sei que nós não estaríamos lá, mas fundamentalmente você poderia colocar o Metallica no núcleo hippie?

Mas provando novamente que estão calejados quanto a qualquer crítica, o Metallica respondeu tudo isso à altura. E já iniciou o seu show substituindo a tradicional intro “Ecstasy of Gold”, por um bem-humorado curta-metragem onde eles ironizam não só a crítica à caça, como os próprios ativistas e suas acusações.

E não pararam por aí, além disso lançaram uma camisa comemorativa ao evento, com as principais críticas sofridas por eles, que cá entre nós, só serviram de “Fuel”  para a banda (com o perdão do trocadilho com a musica homônima).

Metallica no Glastonbury Festival

Em momentos do show James Hetfield conversou com a plateia, deixando claro sua posição quanto ao mundo, afirmando fazer a sua parte por um mundo melhor, e reafirmando o papel da música nesse processo. E por fim, agradeceu ao público, defendendo a entrada de sua banda no evento:

Os Metallica estão muito gratos por terem sido convidados para um evento como Glastonbury. Estamos muito orgulhosos por estarmos aqui a representar a faceta mais pesada da música. Eu sei que, neste festival, tudo está representado, então porque não a música pesada? Dedicamos este concerto não só ao público como a todas as bandas britânicas de heavy metal que ainda sonham poder tocar neste palco.

Abaixo, a setlist tocada por eles:

Creeping Death
For Whom The Bell Tolls
Wherever I May Roam
Sad But True
Fade To Black
Cyanide
The Unforgiven
The Memory Remains
One
Master Of Puppets
Nothing Else Matters
Enter Sandman
Whiskey In The Jar
Seek And Destroy

Continuar lendo

Estudante de Jornalismo, baixista, amante de boa música e de bons livros. Nada melhor que ouvir um bom e velho heavy metal oitentista lendo um bom livro de fantasia/suspense.

Deixe seu comentário!

Mais em Música

Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top