O talento do baixista Pipoquinha

Música

O talento do baixista Pipoquinha

Quando vamos falar de crianças prodígios na música é comum vir logo à cachola o nome de Mozart, que aos cinco anos fez seu primeiro concerto público e compôs suas primeiras peças. Ou então, mais recente, o nome do sul-coreano Shunga Jung, que antes dos 10 já tirava músicas de ouvido pra tocar no violão.

Mas trago aqui no Geek Café o talento do brasileiro Michael David, o Pipoquinha, nascido em Limoeiro do Norte – Ceará, em 1996.

Já com 9 anos Pipoquinha começou a tocar violão, e aos 10 se agarrou no contrabaixo e não largou mais, aprendendo a tocar assistindo vídeo-aulas e com as dicas de seu pai – que também é baixista. Mas apesar de pegar umas lições que seu pai  (que tocava em uma banda de forró), Pipoquinha disse numa entrevista que sua verve musical estava em outros campos…

"Forró nem pensar! Quero tocar sempre instrumental. Sem dúvida!"

Depois de participar do I Festival Cover Baixo, no Sesc Senac Iracema, Pipoquinha ganhou uma bolsa de estudos no Conservatório Alberto Nepomuceno e vários patrocínios. Aos 12 anos o boy já fazia grandes estragos com o instrumento. Quem quiser conhecer mais sobre ele, é só chegar lá no MySpace do baixista.   

Vejam aí o Pipoquinha tocando a música de sua própria autoria, intitulada Rei Artur. A performance aconteceu no passeio público em Fortaleza, ao lado de Davi (Bateria), Tiago Almeida (Teclado) e Amedício Jr (Sax):

Existem várias perfomances de Pipoquinha no Youtube e no seu canal do MySpace, inclusive ele já fez até uma participação no Faustão – e continua tocando em festivais aí pelo Brasil afora.

Deixo aqui mais um vídeo em que toca um lamento sertanejo ao lado de seu pai, Elisvan Silva, o Pipoca, e com o Sérgio Groove na batera.

Enjoy!

Continuar lendo
Publicidade

blogueiro, historiador; planejamento digital, coordenação de projetos em mídias sociais; editoração, redação digital e Tricolor do Arruda.

Comments

Mais em Música

To Top