Daredevil deveria ser originalmente um filme do Demolidor

Quase que rolou um filme do Demolidor no lugar de Daredevil na Netflix

Séries e Tv

Daredevil deveria ser originalmente um filme do Demolidor

Daredevil é um dos grandes sucessos da cultura pop em 2015. Sua primeira temporada estreou na Netflix em abril desse ano e começou com o pé direito a famigerada parceria entre Netflix e Marvel.

Agora, nós esperamos para ver o resultado de Jessica Jones em novembro, Luke Cage no ano que vem e a série do Punho de Ferro também.

Além da segunda temporada de Daredevil, com o Justiceiro e a Elektra, claro.

Porém, por bem pouco isso tudo não teria acontecido e o Demolidor iria para o cinema novamente. Pelo menos é o que conta Drew Goddard, um dos líderes criativos por trás de Daredevil e showrunner da primeira temporada do seriado.

Em entrevista ao IGN para promover o lançamento de Perdido em Marte (que ele assina o roteiro), Goddard revelou que sua ideia original para Daredevil foi tirada de uma ideia de filme que ele apresentou para a Marvel há alguns anos:

Eu fui até a Marvel e conversei com eles sobre fazer um filme há alguns anos, bem depois do filme com o Ben Affleck. Mas a gente meio que percebeu que esse filme não custaria $200 milhões. O lance sobre o Matt Murdock é que ele não está salvando o mundo. Ele só está deixando o seu bairro mais limpo. Então seria errado colocar naves espaciais caindo no meio da cidade e coisas do tipo. Por causa disso, a parte cinematográfica da Marvel não está no ramo de fazer filmes que custam $25 milhões. Eles vão para filmes grandes, como deveriam fazer.

A gente sentiu que teria mais liberdade em fazer uma série e torná-la mais adulta. Se a gente pegar o seriado da Netflix e colocar nos cinemas, ganha classificação para adultos. E eles não estão fazendo filmes para adultos. Além disso, a gente teve a chance de realmente explorar o personagem. Eu sinto que a Netflix foi o melhor lugar possível pra isso, de outra forma a gente acabaria com uma versão mais água-com-açúcar dessa história“, disse Goddard.

É verdade que a gente vive num cenário onde as produções só ganham valor de verdade se forem feitas para o cinema, mas séries como Game of Thrones, Breaking Bad, Sons of Anarchy, Sense8 e outros super-sucessos recentes mostram que as coisas não são bem assim.

Por isso, ainda é triste quando a gente vê as pessoas pedindo por “um filme de Breaking Bad” ou “será que o Demolidor vai para os filmes da Marvel?” como se a qualidade dessas produções só fosse reconhecida nas telonas.

Continuar lendo
Artigos relacionados:
Leandro de Barros

Campeão de Chess-Boxing por W.O. da minha rua, nerd de nascença, babaca por opção. Depois de muito analisar a sociedade moderna, só tenho uma coisa a dizer: með þýðandi? Veik!

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top