Biblioteca do Vaticano lançará todos os manuscritos de seu acervo em formato digital

Publieditorial

Biblioteca do Vaticano lançará todos os manuscritos de seu acervo em formato digital

A NTT DATA Corporation, empresa global líder em serviços de TI, anuncia o lançamento de uma nova aplicação que permite acessar e explorar o arquivo digital da Biblioteca Apostólica do Vaticano, possibilitando que o público visualize reproduções de mais de 4 mil manuscritos antigos no website da biblioteca (www.vaticanlibrary.va).

As imagens de alta definição podem ser vistas graças a uma ferramenta de visualização inclusa na tecnologia da solução de arquivo digital AMLAD™. Essa ferramenta, que possui interfaces específicas para diversos tipos de dispositivos, incluindo tablets, traz fácil acesso às incríveis imagens desses manuscritos inestimáveis.

Biblioteca do Vaticano

A Biblioteca do Vaticano

A Biblioteca Apostólica do Vaticano, conhecida como a “biblioteca do Papa”, está localizada na Cidade do Vaticano. Fundada pelo Papa Nicolau V Parentucelli (1447-1455) no antigo palácio dos Papas do século XV, no final do século XVI, foi transferida para a Sala Sistina pelo Papa Sisto V Peretti (1585-1590), no último andar de um novo edifício construído para delimitar a norte o pátio Belvedere. A sede atual, desde o pontificado de Leão XIII Pecci (1878-1903) até hoje, também inclui outros edifícios adjacentes para os quais a biblioteca se expandiu, para acomodar aquisições adicionais e doações dos seus últimos 560 anos de história.

Biblioteca do Vaticano

Abundante, com 82 mil manuscritos, 100 mil unidades de arquivo, 1,6 milhões de livros impressos (dos quais 8.700 são incunábulos), 400 mil moedas e medalhas, 100 mil gravuras, desenhos e matrizes e 150 mil fotografias, a biblioteca contém uma enorme documentação da história e do pensamento da humanidade, das artes e da literatura, da matemática e da ciência, do direito e da medicina, desde os primeiros séculos da era cristã até aos dias atuais, em muitos idiomas e culturas diferentes, desde o Extremo Oriente até ao Oeste da América pré-colombiana, assim como um histórico humanista de valor extraordinário.

Estamos realmente ansiosos para ver esses manuscritos antigos digitalizados em formatos de alta definição disponiveis para pessoas em todo o mundo,” afirma Toshio Iwamoto, presidente e CEO da NTT DATA. “Continuaremos a usar ao máximo nossas tecnologias e soluções de TI para auxiliar o progresso de pesquisas em diversas disciplinas acadêmicas e satisfazer a curiosidade das pessoas sobre esses manuscritos insubstituíveis”, destaca Iwamoto.

Continuar lendo
Artigos relacionados:
Murilo Lima

Criador e editor-chefe do Geek Café. Administrador entusiasta de novas mídias, inovação e mentes fora da caixa.

Deixe seu comentário!
Publicidade

Artigos mais vistos

Publicidade
To Top